Qualidade também conta!

Sim, precisamos ter óvulos para sermos férteis, mas não só — esses óvulos precisam ser saudáveis!

Lembra: nossos óvulos têm a mesma idade que a gente. Quanto mais a gente envelhece, mais eles envelhecem também. E com isso, podem alterar os traços genéticos que carregam. E isso pode dar problema.

Não, a medicina ainda não consegue rejuvenescer nossa reserva ovariana. Claro que quando cuidamos da nossa saúde e do nosso corpo, nossos óvulos também se mantêm saudáveis por mais tempo. Mas mesmo assim, é por isso que muita gente escolhe congelar seus óvulos quando ainda estão mais novos.

E quando preciso começar a me preocupar com isso?

Em geral, a qualidade da nossa reserva ovariana começa a cair mais rápido a partir dos 30 anos. A partir dos 35, mais ainda. Passando dos 40, maaais ainda. Nossa fertilidade vai diminuindo com isso e até a fertilização in vitro fica mais complicada.

Calma, calma: nada disso quer dizer que você precisa passar a maternidade na frente dos seus outros planos. É só um lembretezinho pra você planejar a sua vida — agora, você pode. Quando você sabe como é seu corpo, acompanhando como tá sua reserva ovariana de ano em ano, você pode viver sem contar só com a sorte. E esperar a hora certa sem deixar ela passar.

Vamos começar essa jornada de autoconhecimento com a Oya? É só clicar aqui!  

Leia também:
Vamos falar sobre fertilidade?

A vida tem muito pra viver — ter filhos é só uma delas. E muitas de nós queremos ter filhos “uuuum dia”. Mas mesmo com a frase pronta, a gente não tem exatamente certeza de como ou quando (ou até se) isso vai acontecer.

Ler texto
Leve um estilo de vida saudável: Tá, mas como é isso na prática?

Nossos hábitos de todo dia são super importantes para nossa fertilidade. Aliás, são importantes para qualquer ser humano! E mais fáceis de colocar em prática do que você imagina.

Ler texto