Leve um estilo de vida saudável: Tá, mas como é isso na prática?

Nossos hábitos de todo dia são super importantes para nossa fertilidade. Aliás, são importantes para qualquer ser humano! E mais fáceis de colocar em prática do que você imagina.

Escolha bem o que você come. Uma boa alimentação, com um pouquinho de tudo, ajuda a fortalecer nossa imunidade e também controlar outras coisas complexas (tipo a endometriose). Além do mais: a obesidade afeta como a gente produz e metaboliza o estrógeno, um hormônio essencial para a ovulação. Mas nada de dietas malucas, hein? O segredo é o bom e velho bom senso. Tem momento pra tudo!

Beba água como uma deusa. Anota aí, conta rápida: 35 ml para cada 1 kg de peso (se você pesa 60kg, são 2 litros por dia!)

Durma bem e bastante. Só assim o nosso corpo funciona 100%, inclusive liberando os hormônios na quantidade certa e segurando nossa imunidade lá no alto. Uma dica: crie uma rotininha relaxante antes da hora de deitar. Trocar o celular por um livro é uma boa pedida.

Movimente seu corpo (uma voltinha no bairro já conta!). Fazer um exercício que você gosta dá um up na nossa imunidade e ajuda até a tratar ansiedade e depressão — fazer uns alongamentos na sua sala, por exemplo, já tá valendo. 150 minutos por semana (meia-horinha de segunda a sexta, olha só) de uma atividade que você curta é o que a OMS recomenda.

Cuide da sua cabeça. O estresse é inimigo da fertilidade porque nossos hormônios e nossos ovários também saem um pouco do eixo. Por isso, tente sempre relaxar, respirar fundo, fazer uma yoga — o que te trouxer paz. Também ajuda você praticar boas ações, levar uma vida mais positiva e leve. Fica tranquila: de pouquinho em pouquinho, a gente chega lá.

Você já sabe que fumar nunca é bom. Falando de fertilidade, fumar diminui a qualidade da sua reserva ovariana e ainda pode dar em complicações na gravidez. Melhor evitar.

Beber, só de vez em quando. A gente merece um drinquezinho aqui e ali, mas cuidado pra não passar muito disso. Lembre que o álcool é uma substância química: quanto menos no seu corpo, melhor.

E pra encerrar: sorria! Parece bobo, mas uma coisa tão simples libera taaanta coisa boa dentro da gente. Olhe pra você, cuide de você, conheça você mesma. Não só é um favor pra sua fertilidade — é um bem que você faz pra si mesma. 🙂

Leia também:
Vamos falar sobre fertilidade?

A vida tem muito pra viver — ter filhos é só uma delas. E muitas de nós queremos ter filhos “uuuum dia”. Mas mesmo com a frase pronta, a gente não tem exatamente certeza de como ou quando (ou até se) isso vai acontecer.

Ler texto
Me conta mais sobre essa história de reserva ovariana

Vamos lá: você já sabe que nós, mulheres, nascemos com todos os óvulos que vamos ter na vida, certo? Nosso “estoque” de óvulos é o que a gente chama de reserva ovariana — e ela só diminui ao longo da vida, até zerar (eis a tal da menopausa).

Ler texto